Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Francisco comemora Lutero visitando um país europeu com 1% de católicos

ABRAÇO Papa Francisco cumprimenta o arcebispo de Uppsala, Antje Jackelén, à chegada a Lund, Suécia

MAX ROSSI / REUTERS

As cidades suecas de Lund e Malmö recebem o chefe da Igreja católica, defensor do diálogo entre cristãos e da luta conjunta contra a pobreza

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

O Papa Francisco está de visita a um país com 1% de católicos, onde 80% dos cidadãos declara não ter religião ou ser ateu, para comemorar oficialmente Lutero. A notícia da visita dada pelo “Espresso”, o diário digital da revista “The Economist”, chama-lhe “corajoso”. Afinal, a Suécia afastou-se da Igreja católica no século XVI, seguindo a tradição luterana, o que torna original esta visita do Sumo Pontífice, normalmente recebido pelos banhos de multidões característicos dos países de maioria católica.

A visita de Francisco à Suécia tem por objetivo ajudar a lançar as comemorações do 500º aniversário da Reforma luterana, que decorrerão ao longo de todo o ano 2017. Mereceu, por isso, o elogio dos luteranos e a censura dos católicos conservadores. Estes últimos acreditam que Roma já cedeu demasiado aos luteranos e não deveria participar em nenhum evento que louve Lutero.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)