Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Hillary tem tudo para ser melhor Presidente do que candidata”

Getty

“Madam President, já se habituaram?” O sonho de Hillary Clinton parece estar cada vez mais perto, ao fim de 70 anos de vida que lhe serviram para acumular experiência e preparação. É desta vida cheia e da que está por vir, caso a candidata democrata se torne mesmo a primeira Presidente mulher dos Estados Unidos, que se fala no novo livro de Germano Almeida, especialista em política norte-americana e autor de dois livros sobre a administração Obama. Intitulado “Nunca é tarde para ganhar”, chega às livrarias nos primeiros dias de novembro, mesmo a tempo das eleições – e o especialista falou com o Expresso para explicar porque é que nesta altura Hillary só perde “em caso de doença ou atentado”

Muita coisa se diz sobre Hillary Rodham Clinton: que ela é a candidata mais qualificada de sempre (palavra de Obama), que é fria e insensível, que é competente e experiente, que é corrupta e ineficaz. Toda a gente conhece a agora candidata – seja como secretária de Estado que mostrou um talento para a diplomacia invejável ou que se viu envolvida no escândalo de Bengasi; como primeira-dama que lutou por causas próprias e que se viu publicamente humilhada pelas traições do marido; como senadora em nome próprio e protagonista de inúmeras negociações nos corredores de Washington.

Depois de uma vida nos holofotes do poder, uma pergunta impôs-se há oito anos, quando ela perdeu contra o fenómeno Obama, e volta a impor-se agora, a escassos dias das eleições americanas: terá Hillary o que é necessário para ser Presidente dos Estados Unidos da América?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)