Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Os (não) números da discórdia de Centeno

O ministro das Finanças prometeu enviar todos os dados em falta no Orçamento do Estado já na próxima sexta-feira. Questão marcou primeiro debate do documento esta tarde no Parlamento

Se um número incomoda muita gente, a falta de números pode incomodar muito mais. Pelo menos é o que parece quando se olha para a audição do ministro das Finanças na Assembleia da República no primeiro dia de debate do Orçamento do Estado para 2017. À hora de fecho desta edição do Expresso Diário, Mário Centeno ainda estava a ser ouvido nas comissões de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e de Trabalho e Segurança Social.

O arranque dos trabalhos foi marcado por longos minutos de discussão sobre os dados que normalmente fazem parte do relatório do Orçamento e que, este ano, não foram incluídos pelo Governo. Ontem ao final do dia, o gabinete de Centeno remeteu dados adicionais sobre impostos ao Parlamento mas há ainda informação em falta , nomeadamente as estimativas de execução da despesa por ministério este ano e dados detalhados sobre a Segurança Social. O ministro prometeu que chegarão sexta-feira.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)