Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Pedro Dias, o fugitivo que baralha as autoridades policiais

RETOMA. Depois de dois dias de intranquilidade, a população da aldeia de Ludares diz que a vida continua

lucília monteiro

Ao 10º dia de fuga, o único suspeito dos crimes de Aguiar da Beira continua a monte. Buscas continuam em torno das aldeias de Gache, Lamares e Ludares, a cerca de 10 quilómetros de Vila Real, mas até agora todas as diligências para encontrar Pedro Dias revelaram-se infrutíferaso. O mistério prossegue - isto no dia em que decorreu uma operação stop conjunta das autoridades espanholas e portuguesas junto ao local. “Uma coincidência”, diz fonte da GNR

Isabel Paulo

Isabel Paulo

texto

Jornalista

Lucília Monteiro

Lucília Monteiro

fotos

Fotojornalista

Desde segunda-feira, dia em que Pedro Dias abandonou uma carrinha Opel Astra na aldeia de Carro Queimado, em plena zona de caça associativa, todas as pistas para encontrar o suspeito de duplo homicídio revelaram-se um beco sem saída. Quarta-feira à noite, a GNR de Polícia Judiciária de Vila Real montou cerco nas vizinhas de Assento, o último lugar em que Pedro Dias terá sido supostamente avistado por um casal de idosos, há dois dias, mas, uma vez mais, a operação falhou.

Nas sete aldeias da União de Freguesias de Vale de Nogueira e Constatim, a presença das autoridades policiais é cada vez mais discreta, tendo, esta quinta-feira, o terreno sido apenas batido de forma visível por duas viaturas da GNR e uma equipa, num carro sem distintivo, da Judiciária local.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)