Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Um dos principais mistérios do espaço pode estar prestes a resolver-se

  • 333

EXOMARS. A segunda missão da Agência Espacial Europeia (ESA) a Marte surge numa altura em que a corrida ao Planeta Vermelho está na ordem do dia

ESA / ATG MEDIALAB

Sem a intervenção do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear, de Lisboa, a primeira viagem à superfície de Marte da Agência Espacial Europeia teria sido bem diferente. E no Porto há uma empresa que toma medidas drásticas para evitar a contaminação biológica do Planeta Vermelho. A sonda ExoMars, que lançou hoje o módulo Schiaparelli para Marte não mostra, mas já há portugueses representados no planeta mais próximo da Terra

Por que é que há tanto metano a pairar na atmosfera da Terra? Porque humanos, vacas, e muitos outros animais e vegetais libertam para atmosfera este gás, nem sempre simpático e agradável. Em Marte não há humanos, nem vacas, nem vegetais ou animais como há na Terra. Pelo que a questão vai muito além do quizz ou do teste de escola: afinal, por que é que há tanto metano a pairar à volta de Marte?

Pedro Mota Machado, investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências dos Espaço (IA), faz uma pausa na principal conferência sobre a exploração de outros planetas que está a decorrer em Pasadena, Califórnia, para explicar como é que um dos principais mistérios em torno do planeta vizinho vai começar a ser deslindado em breve. “A Agência Espacial Europeia (ESA) só avançou para a missão ExoMars porque foi detetado metano em quantidades apreciáveis em Marte”, afirma o cientista. Será que há mesmo vida em Marte? A resposta começou a ser trabalhada hoje, às 15h49 de Portugal Continental, depois de a ESA ter lançado o módulo Schiaparelli rumo ao Planeta Vermelho (até à hora de fecho desta edição, a ESA não tinha ainda feito o tratamento das comunicações de rádio que vão permitir confirmar que o Schiaparelli aterrou bem).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)