Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A luz

  • 333

getty

Há oito milhões de anos que a visão humana tem a capacidade de fazer a transdução da luz em sinal neurológico - e por isso vemos. O olho humano foi para lá da perfeição e tem características ímpares. O ser humano é, por exemplo, o único que consegue ver a cara do/a parceiro/a nas relações sexuais

Por António Travassos

Comemora-se esta quinta-feira o Dia Mundial da Retina, estrutura ocular em que algumas das suas células são capazes de receber a luz e de a transformar em sinais que são enviados para o cérebro, onde são interpretados como visão.

De algum modo, os nossos olhos funcionam como uma câmara de vídeo que, através de um cabo (nervo ótico), transmite imagens para um monitor. Há uma pequena diferença: as câmaras de vídeo têm uma evolução de poucas dezenas de anos. Há mais de 8 milhões de anos que a visão humana tem essa capacidade de fazer a transdução da luz num sinal neurológico. E tem evoluído. O olho humano foi para lá da perfeição.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)