Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A política internacional nunca foi transparente: Miguel Monjardino escreve sobre Guterres vs. Georgieva

  • 333

ENTRADA EM CENA Kristalina Georgieva é a nova candidata à ONU apoiada pelo Governo búlgaro FOTO GETTY

getty images

A súbita entrada em cena de Kristalina Georgieva na corrida à eleição do próximo secretário-geral da ONU vem levantar dúvidas sobre o processo decorrido até agora. Miguel Monjardino analisa e opina

A política internacional está cheia de curvas. O Governo da Bulgária anunciou esta quarta-feira que tinha mudado de ideias em relação à sua candidata ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas. Kristalina Georgieva, a comissária europeia para o Orçamento e Recursos Humanos, é agora a candidata preferida por Sófia.

“Foi uma decisão difícil, mas é necessária para que o grupo da Europa de Leste possa ter o seu secretário-geral”, justificou Daniel Mitov, ministro dos Negócios Estrangeiros da Bulgária. Tendo em conta a hora a que a notícia foi divulgada esta quarta-feira de de manhã, o mais provável é que a decisão final do Executivo búlgaro e dos seus aliados tenha sido tomada durante a última noite. Se foi, está de acordo com uma longa tradição europeia.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)