Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

As contas estão a correr bem? Sim, não, talvez

  • 333

Luís Barra

Execução orçamental de agosto traz boas e más notícias. Nisto das contas públicas nem tudo o que parece é e há vários fatores a ter em conta na leitura dos números. Para já o défice diminuiu, no final do ano logo se vê

Mergulhar nos números da execução orçamental não é tão arriscado como fazer cliff diving mas tem alguns riscos que não podem ser ignorados. A mesma realidade pode ter leituras completamente diferentes consoante se olha para dados em contabilidade pública (de caixa) ou contabilidade nacional (ótica de compromissos usada por Bruxelas) ou quando se eliminam alguns fatores que distorcem as contas. Por isso, o melhor é ir devagar, um passo de cada vez.

Primeiro, a versão curta e simples dos números hoje divulgados pela direção-geral do Orçamento (DGO): o défice em contabilidade pública atingiu 3989,5 milhões de euros nos primeiros oito meses do ano. É uma descida de 81 milhões face ao período homólogo de 2015 e de 991,1 milhões de euros em relação a julho. Foi o quarto mês consecutivo de diminuição do défice que está agora (em agosto) em 72,6% da meta anual.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)