Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Estado regista défice mais baixo em oito anos

  • 333

CONFIANÇA. Ministro das Finanças está convicto que vai atingir a meta de défice este ano. Até agora, os dados permitem algum otimismo mas não há certezas

luís barra

Contas tiveram desequilíbrio de 2,8% na primeira metade de 2016. O menor desde 2008 mas que tem associado um mínimo histórico no investimento

Estatísticas agregadas podem, por vezes, mascarar informação importante.” O alerta é de Ben Bernanke, ex-presidente da Reserva Federal dos EUA, mas serve para quase todas as análises baseadas em números. Sejam médias, indicadores económicos ou défices orçamentais como o que foi revelado esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) relativo ao primeiro semestre.

O défice fixou-se em 2,8% do PIB, o valor mais baixo semestral desde 2008 e a primeira vez desde esse ano que marcou o arranque da crise financeira que fica abaixo da fasquia dos 3%.

Não é de estranhar que o governo e o PS tenham, imediatamente, aproveitado para cavalgar a boa notícia. Quer através da intervenção do deputado João Galamba, que sublinhou a redução homóloga do défice que, a manter-se, assegura praticamente a meta de 2,2% pretendida pelo governo numa altura em que quase ninguém parece acreditar; quer pelo próprio ministério das Finanças, que, em comunicado, aponta no mesmo sentido: “Este desempenho excede a melhoria de 0,9 p.p..

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)