Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Desigualdades em Portugal agravaram-se acima da média europeia nos anos de crise

  • 333

FOTO GETTY

Foi a crise pior em Portugal do que na Europa? É a segunda pergunta a que o estudo “Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal: 2009-2014” vem dar resposta. Em 19 dos 28 países da União Europeia, as desigualdades agravaram-se e Portugal foi um deles. Os rendimentos dos 5% de portugueses mais ricos é 19 vezes maior que os 5% mais pobres

As desigualdades na distribuição de rendimentos em Portugal agravaram-se acima da média dos países da União Europeia entre 2009 e 2013. Portugal continua assim a ser um dos países mais desiguais da UE, abaixo de Espanha, mas igual à Grécia.

A conclusão surge no estudo “Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal: 2009-2014”, coordenado por Carlos Farinha Rodrigues, economista, professor no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) e especialista em matéria de desigualdades e pobreza. O estudo foi apoiado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) e as conclusões principais são apresentadas no site “Portugal Desigual”, feito numa parceria com o Expresso e com a SIC (que fez quatro reportagens, uma sobre cada pergunta, a passar durante esta semana).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)