Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Fim da austeridade começou ainda no governo Passos Coelho

  • 333

INVERSÃO. Anos de maior consolidação aconteceram durante programa da troika. Em 2015, ano de eleições, a pressão orçamental diminuiu sob gestão de Passos e Maria LuÍs Albuquerque e Portugal falhou metas orçamentais

marcos borga

Página do fim da austeridade começou a ser virada ainda no governo Passos Coelho

A discussão não é nova mas é novamente focada pela Comissão Europeia no relatório que divulgou esta segunda-feira. Ao contrário do que tem sido muitas vezes apregoado, o fim da austeridade – leia-se do esforço de consolidação orçamental – começou ainda no ano passado com o governo de Passos Coelho.

O conceito de austeridade é abstrato e nem vem nos livros de economia, mas há indicadores que permitem medir aquilo que habitualmente se coloca sob essa definição. Austeridade, no contexto da crise da dívida na zona euro e das políticas defendidas pela Alemanha de Angela Merkel e Wolfgang Schäuble, significa tomar medidas para reduzir o défice orçamental. Como o défice varia ‘naturalmente’ com o andamento da economia, usa-se habitualmente o saldo estrutural – que elimina o efeito do PIB e outros efeitos temporários –para determinar exatamente qual o esforço que os governos estão a fazer para reequilibrar as suas contas.

Para continuar a ler e ver a reportagem, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)