Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Afinal as radiações dos auriculares sem fios do iPhone 7 não são perigosas

  • 333

SEM FIOS. As radiações dos dispositivos de comunicações móveis, incluindo os auriculares sem fios com Bluetooth, continuam a ser muito baixas em relação aos limites máximos recomendados pela Organização Mundial de Saúde

epa

As potências de radiação no iPhone 7 são iguais às dos anteriores modelos de smartphones, isto é, são muito reduzidas. E o Bluetooth funciona na habitual banda dos 2.4 GHz (giga-hertz)

Virgílio Azevedo

Virgílio Azevedo

Redator Principal

Os auriculares sem fios com Bluetooth (Airpods) do novo modelo de telemóvel iPhone 7, da Apple, “não representam qualquer nova ameaça para a saúde dos seus utilizadores”, afirma ao Expresso Luís Correia, professor do Instituto Superior Técnico (IST). O novo iPhone 7 foi lançado no mercado na sexta-feira, 16 de setembro, e os Airpods emitem uma radiação de microondas na frequência dos 2.4 GHz (giga-hertz).

“Estou perfeitamente à vontade para falar deste assunto porque não trabalho para nenhuma empresa do sector”, esclarece o investigador, a propósito da notícia publicada recentemente pelo jornal britânico “Daily Mail”, onde Joel Moskowitz, professor na Escola de Saúde Pública da Universidade da Califórnia em Berkeley, alertava: “Estamos a brincar com o fogo, porque colocamos um dispositivo emissor de microondas perto do nosso cérebro. Por isso, recomendo essencialmente o uso do telemóvel com auscultadores ou em modo mãos livres, e não com auriculares sem fios”.

Para continuar a ler e ver a reportagem, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)