Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Defesa de Lula denuncia “ilusionismo” e “farsa lulocêntrica”

  • 333

DESGASTE. A menos de três semanas das autárquicas, procuradores acusam Lula de receber um milhão de euros

epa

Ex-presidente brasileiro foi considerado pelo Ministério Público Federal o “maestro” do esquemas de corrupção da Petrobras, mas não foram apresentadas provas de enriquecimento ilícito. Um subordinado de Lula já devolveu à petrolífera 90 milhões de euros (noventa vezes mais daquilo de que o ex-PR é acusado). Cabe ao juiz Sérgio Moro decidir se aceita a denúncia

Maestro”, “comandante”, “grande general” do esquema de desvio de fundos da Petrobras, a petrolífera estatal brasileira. Foi deste modo que o procurador Deltan Dallagnol se referiu ao ex-presidente Lula da Silva na conferência de imprensa de quarta-feira em que anunciou a denúncia formal contra o ex-presidente no âmbito da operação Lava Jato. Depois da destituição de Dilma Rousseff (manipulação orçamental) e de Eduardo Cunha (corrupção), a acusação ao histórico do PT já era esperada, mas surpreendeu a generalidade dos analistas quanto aos termos e à forma utilizada. Isto a menos de três semanas das eleições autárquicas.

Os procuradores avaliam em 3,7 milhões de reais (991 mil euros) as vantagens pessoais recebidas por Lula. Daquele total, 643 mil euros referem-se à compra e obras num apartamento em Guarajá, no litoral de São Paulo. Os restantes 348 mil euros são atribuídos a um alegado pagamento pela empreiteira OAS dos custos de armazenamento de bens pessoais do ex-presidente e de sua mulher, Maria Letícia.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)