Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Parecia que a cidade estava coberta de neve. E de repente as torres caíram”

  • 333

11 DE SETEMBRO DE 2001. O momento em que a segunda torre é atingida pelo avião

FOTO SARA K. SCHWITTEK / REUTERS

Com elas ruiu uma era e começou outra. Um homem em tempos apoiado pelos EUA na guerra contra os soviéticos mobilizou células para desviar os aviões que embateram contra as Torres Gémeas e o Pentágono, faz este domingo 15 anos. Foi a primeira vez na História que o território norte-americano foi atacado. Morreram quase três mil pessoas. Tudo o que aconteceu a seguir, da invasão do Iraque ao surgimento do Daesh e à fuga de centenas de milhares de pessoas do Médio Oriente para a Europa, é uma herança daquele dia. Ao Expresso, sobreviventes recordam o que sentiram há 15 anos e especialistas enquadram a instabilidade dos nossos dias no calendário da “Guerra contra o Terrorismo”, que Bush lançou logo em 2001

O ano letivo acabou de começar e, pela primeira vez, restam poucos ou nenhuns alunos no ensino básico americano que já fossem nascidos quando, há 15 anos, células da Al-Qaeda desviaram dois aviões contra o World Trade Center, o cérebro financeiro dos EUA, horas antes de um terceiro avião atingir o Pentágono e de um outro ter sido desviado pelos próprios passageiros até um descampado na Pensilvânia.

Como milhares de outras crianças regressadas à escola esta semana, os filhos de Célia Valente eram demasiado pequenos para compreenderem o que se passou a 11 de setembro de 2001. Faltava pouco para as 9h da manhã naquele dia quando a portuguesa de 44 anos, que emigrou com a família de Aveiro para Newark quando tinha 16, ouviu uma explosão a caminho do trabalho. "Estava a sair do metro no cruzamento da Broadway com Wall Street, nenhuma das pessoas naquela rua viu o avião embater, pensámos que era uma bomba.”

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)