Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Não existe uma escola que faça algo que não está escrito que não tenha a inspeção à perna”

  • 333

marcos borga

Joaquim Azevedo, coordenador do estudo “As preocupações e motivações dos professores”, lembra que, com o alargamento da escolaridade obrigatória até aos 18 anos, são os professores quem mais tempo passa com as crianças e jovens. Mas que a sociedade e os políticos não têm reconhecido o papel central deste grupo profissional. É preciso impedir que os sinais de desmotivação, cansaço e mal-estar alastrem, defende o investigador da Universidade Católica do Porto e ex-secretário de Estado de Roberto Carneiro. Os resultados deste grande inquérito a 2.910 professores serão discutidos sexta-feira, em Vila Nova de Gaia, dia em que se assinala o arranque oficial de mais um ano letivo

“Com mais de um terço dos professores a querer ir-se embora da atividade letiva, com mais de um em cada três docentes a dizer-se exausto e desiludido, com um em cada três a assinalar que os professores estão desmotivados para ensinar, estamos à espera de quê? Certamente, de pior. A 'nuvem de cansaço' é também uma nuvem negra sobre o futuro da Educação em Portugal”,
Joaquim Azevedo, estudo “As preocupação e as motivações dos professores”

Houve algum dado que o tivesse surpreendido mais nas respostas dadas pelos 2910 professores que ouviram?
O que me surpreendeu mais foi o número tão elevado de respostas que expressam a insatisfação e cansaço dos professores. Um terço dos docentes a dizer que gostaria de deixar de dar aulas e que acha que há desmotivação é um valor muito significativo. Porque não estamos a falar de uma instituição pequena, mas de um universo de 125 mil professores. Um terço são 40 mil profissionais que, por uma razão ou outra, manifestam este mal-estar. E isso é grave. A nossa expectativa quando colocamos um filho na escola é que tenhamos ali profissionais competentes, mas também motivados e disponíveis.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Um em cada três professores gostava de deixar de dar aulas

    Inquérito a quase três mil docentes de todo o país revela elevado grau de desmotivação, com um terço dos profissionais a dizer-se “exausto” e “desiludido”. Quase todos consideram que o prestígio da sua profissão diminuiu, mas é no ensino público que o desencanto se faz sentir mais