Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Tem um iPhone? Atualize já o software - andam espiões por aí

  • 333

reuters

A Apple lançou esta quinta-feira uma das mais importantes atualizações de sempre do seu sistema operativo para dispositivos móveis, para resolver três falhas de segurança aproveitadas por piratas informáticos, que ficariam com acesso a todas as informações contidas nos telemóveis infetados. A descoberta foi feita por causa da desconfiança de um ativista dos direitos humanos dos Emirados Árabes Unidos, que não clicou onde mensagens que recebeu lhe diziam para clicar. Saiba toda a história e o que deve fazer para (tentar) ter os seus dispositivos sempre protegidos

A história conta-se rapidamente. No início deste mês, Ahmed Mansoor, um reconhecido ativista dos direitos humanos, recebeu uma série de mensagens no iPhone. As missivas eletrónicas prometiam revelações sobre presos torturados em estabelecimentos prisionais nos Emiratos Árabes Unidos – país onde Ahmed está baseado. Para aceder à informação, era necessário tocar nas ligações que estavam contidas nas mensagens de texto. Em vez de o fazer, o ativista reencaminhou as mensagens aos especialistas em cibersegurança da empresa Lookout e a investigadores da Citizen Lab – que pertence à Universidade de Toronto.

O relatório “The Million Dollar Dissident: NSO Group’s iPhone Zero-Days Usaed against a UAE Human Rights Defender” explica o que levou os analistas à descoberta do malware altamente intrusivo, que tem a capacidade de roubar e-mails, contactos e, entre outras coisas, mensagens do Facebook e Whatsapp. Na génese deste software malicioso, que os investigadoresa batizaram com o nome Trident, estará uma empresa israelita chamada NSO Group Trident.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)