Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Katrin Himmler: “Desde criança que o meu nome é sentido como um fardo. Ainda pensei em mudá-lo, mas o que mudaria realmente?”

  • 333

Katrin Himmler é sobrinha neta do Reichführer das SS e ideólogo dos campos de extermínio. E só isso tornou a sua vida diferente. Tem-na passado a investigar o passado nazi do seu país e da sua família e publicou recentemente um livro com a correspondência de Heinrich Himmler à mulher. Publicamos nesta edição, em formato pergunta-resposta, a versão integral da entrevista que lhe fizémos no âmbito do trabalho “Em nome do pai”, publicado na revista E do passado sábado, 13 de agosto. Com ela concluímos a série de três entrevistas sobre o nazismo publicadas no Expresso Diário

PESQUISAR. Katrin Himmler tornou-se especialista nos crimes do seu tio-avô Heinrich, um dos homens de confiança de Hitler

PESQUISAR. Katrin Himmler tornou-se especialista nos crimes do seu tio-avô Heinrich, um dos homens de confiança de Hitler

Katrin Himmler vive em Berlim. Tem 49 anos e, enquanto politóloga, toda a sua atividade está relacionada com o estudo do passado nazi. Não é de admirar que assim seja. Ao fazê-lo, está a investigar a sua própria história: a de uma família profundamente implicada no regime, com vários membros filiados no partido nacional-socialista e alguns nas fileiras das SS. Um em especial, o seu tio-avô, foi apenas um dos piores assassinos do III Reich.

O Reichführer das SS de 1929 até ao fim da guerra, ideólogo dos Einsatzgruppen [esquadrões de morte] e o homem por trás dos campos de extermínio, Heinrich Himmler era um vincado antissemita e a sua afinidade com Hitler muito mais do que política ou de cariz oportunista. Era, como Katrin viria a descobrir na investigação para o seu livro “Correspondência de Heinrich Himmler” [agora traduzido pela Bertrand], alguém muito mais próximo do Führer do que se pensava, que logo desde os anos 20 se manteve ao seu lado, organizando os seus discursos e empreendendo com ele viagens longas e produtivas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • “Não há um dia em que não pense nas suas vítimas”

    Niklas Frank é o mais novo e o único filho vivo de Hans Frank, governador-geral da Polónia ocupada por Hitler. Cresceu a digerir a sua própria história, que faz parte de um trabalho sobre descendentes da elite nazi que publicamos este sábado na Revista E

  • “Auschwitz é para mim o equivalente a visitar a casa dos meus avós”

    Rainer Höss é neto de Rudolf Höss, o comandante da maior fábrica de morte da Alemanha nazi. E sê-lo marcou o seu caminho. Hoje é um ativista em luta contra o extremismo e dá conversas em 80 escolas por ano, para que o mundo não esqueça. Esta é a versão integral da entrevista que feita para o trabalho “Em nome do pai”, publicado na Revista E a 13 de agosto