Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A despedida madura do nosso recordista olímpico que ninguém conhece (mas devia)

  • 333

FESTA. João Rodrigues (à direita) na cerimónia de abertura, deslumbrado com os fogos de artifício. Ao seu lado os irmãos Jorge e Gustavo Lima

d.r.

Talvez não saiba o nome dele, mas João Rodrigues é um recordista português: participou em sete Jogos Olímpicos, caso único entre nós. Mas a experiência do Rio de Janeiro foi única. Enquanto o velejador pensava na competição, os pais fugiam de casa, acossados pelo fogo no Funchal. Estas foram umas Olimpíadas de emoções fortes. As últimas, as mais bonitas mas também as mais poluídas. E ele já fez uma promessa: “Quero ficar no Rio até fecharem a porta da aldeia olímpica”

Ele é o mais. O atleta com mais idade: 44 anos. O português que participou em mais Jogos Olímpicos (Barcelona, Atlanta, Sidney, Atenas, Pequim, Londres e agora o Rio de Janeiro). E desta vez até mereceu a honra de levar a bandeira de Portugal na cerimónia de abertura do evento.

Ele é o velejador João Rodrigues, que acabou a sua categoria em 11º lugar e falou ao telefone com o Expresso para contar em detalhe como foi vivida a sua última experiência olímpica. Nesta conversa, transcrita na primeira pessoa exatamente como decorreu, não falta nada, nem os atrasos na ligação devido ao complicado trânsito do Rio de Janeiro, nem a partilha da mensagem dos pais em pleno incêndio do Funchal a saírem de casa pensando que tudo ardia com o fogo na cidade.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)