Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Ser fiel sai bem mais barato: contratos sem fidelização duplicam fatura anual

  • 333

FATURA. Prazos mais curtos de fidelização ou nenhum saem mais caros

ilustração tiago pereira santos

Operadoras começaram esta terça-feira a disponibilizar novos pacotes de tv+net+voz a que estão obrigadas por lei. Preços mantêm-se idênticos para contratos de 24 meses e mais que duplicam para quem recusar qualquer fidelização

Carla Tomás

Carla Tomás

Texto

Jornalista

Nos sítios online das quatro operadoras de telecomunicações que prestam serviço em Portugal as ofertas dos pacotes caseiros de televisão, internet e telefone fixo em destaque continuam a direcionar o consumidor para pacotes de fidelização por 24 meses. E se quisermos encontrar outras ofertas sem fidelização ou com prazos de contrato mais curtos — por um ano ou seis meses — é preciso procurar nas letras pequeninas um “aqui” que nos direcione para outras opções. E estas nem sempre abrem à primeira, o que no caso da MEO é justificado oficialmente por estarem “em permanente atualização do 'site' durante este dia”.

Quando finalmente conseguimos comparar os preços oferecidos pelas operadoras (MEO, NOS, Vodafone e Cabovisão) para o pacote básico de TV+Net+Voz (com cento e poucos canais) verificamos que se quisermos optar por não fazer um contrato de fidelização iremos pagar em média, ao fim de um ano, mais do dobro do que pagaríamos em idêntico período se optássemos por um contrato de 24 meses.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)