Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Vi crianças a serem chicoteadas à minha frente e outras acorrentadas”

  • 333

DENÚNCIA O fotojornalista Mário Cruz arriscou a vida para denunciar a realidade das crianças escravas Talibés, no Senegal

O ano passado o fotojornalista da Agência Lusa Mário Cruz tirou uma licença sem vencimento, foi por conta própria para o Senegal no encalço de crianças talibés e testemunhou um cenário de terror. Fotografou meninos acorrentados, chicoteados, obrigados a pedir esmola sob ameaça de morte de falsos professores corânicos. Um trabalho que lhe valeu aos 28 anos, três grandes prémios de fotografia no espaço de dois meses: O World Press Photo, na categoria Temas Contemporâneos, o Pictures of The Year Internacional (3º lugar) e o Estação Imagem — o maior prémio do fotojornalismo português

Bernardo Mendonça

Bernardo Mendonça

ENTREVISTA E ILUSTRAÇÃO

Jornalista

Mário Cruz, 29 anos, fotojornalista da agência Lusa, é um fotógrafo destemido que venceu este ano três dos maiores prémios de fotografia pelo seu trabalho “Talibés, Escravos dos Tempos Modernos”. Nele expôs através das suas fotografias como milhares de crianças são levadas da Guiné-Bissau para falsas escolas muçulmanas no Senegal, onde são escravizadas por igualmente falsos professores corânicos que em vez de as educarem as obrigam a pedir esmola nas ruas. Mário Cruz fica com um peso diferente na voz sempre que recorda o que viu. Na altura, a sua única arma era fotografar e conseguir escapar daquele sítio com as provas de denúncia. Entretanto, publicou um livro através de uma campanha de crowdfunding com os retratos que fez destas crianças.

O fotógrafo francês Henry Cartier-Bresson, considerado por muitos o pai do fotojornalismo disse um dia: "Fotografar é colocar na mesma linha a cabeça, os olhos e o coração." Revês-te nesta frase do Cartier-Bresson?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)