Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Surpresas, consagrações e desilusões nos primeiros dias do Rio

  • 333

Jogos Olímpicos

FOTO REUTERS

Se Michael Phelps e Simone Biles ainda não defraudaram expectativas, o mesmo não se pode dizer das irmãs Williams ou Neymar. Já o nome Virginia Thrasher diz-lhe alguma coisa? E Robel Kyros Habte?

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro cumprem o seu quinto dia de provas , apesar da competição de futebol ter começado a disputar-se dois dias antes da cerimónia de abertura. Fazemos aqui um primeiro balanço centrado em três aspetos: as surpresas, as consagrações e as desilusões.

Mas antes façamos as contas dentro de casa. Na ressaca da medalha de Telma Monteiro, que por ventura tanto pode estar inserida no capitulo das consagrações como das surpresas, podemos afirmar que as maiores deceções vieram do tiro, uma vez que João Costa, que cumpre a sua 5ª olimpíada, não conseguiu apurar-se para as finais dos 10 metros e dos 50m. Também no ténis de mesa as expectativas num diploma olímpico para Marcos Freitas, acabaram por sair goradas ao ser eliminado nos quartos de final, no ténis de mesa. Do outro lado, temos o 9º lugar em Slalom C1 (canoagem) de José Carvalho. A ida à final foi algo inédito para a modalidade e para este estreante nos Jogos Olímpicos. Também Filipa Martins, de 19 anos, surpreendeu pela positiva ao alcançar a melhor participação de sempre de uma ginasta portuguesa na prova ao ser 37.ª no “all-around”. No entanto, o resultado foi insuficiente para chegar à final do concurso completo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)