Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Calma: ainda é cedo para deitar o fio dentário ao lixo

  • 333

FOTO GETTY IMAGES

Não queremos alarmar ninguém, mas leia as próximas linhas com atenção, porque os seus hábitos de saúde podem estar prestes a mudar. Os norte-americanos deixaram de recomendar o uso do fio dentário porque perceberam que afinal não há estudos que comprovem a sua eficácia, mas é preciso ter calma: em Portugal, os especialistas insistem que este é um bom hábito que se deve manter

A notícia surpreendeu a imprensa – mas sobretudo a indústria dos produtos de higiene dentária: afinal, a famosa recomendação de usar fio dentário para evitar problemas como as cáries ou as gengivites pode não passar de um mito, sem uma verdadeira comprovação científica. O alvoroço começou esta terça-feira com a publicação de uma investigação da Associated Press (AP) que dá conta de que de repente, sem qualquer pré-aviso, a recomendação de usar fio dentário deixou de fazer parte das regras emitidas e reavaliadas a cada cinco anos pelos Serviços de Agricultura e Saúde e Serviços Humanos norte-americanos - é assim pela primeira vez desde 1979.

Em declarações à AP, o Governo dos Estados Unidos explicou a decisão, referindo que “a eficácia da prática nunca fora comprovada, como requerido”. Desde que a notícia saiu, sucedem-se opiniões de especialistas que defendem que o uso de fio dentário não é assim tão útil e até pode ser prejudicial para a saúde dos nossos dentes e gengivas – mas os especialistas portugueses não estão convencidos e pedem precaução.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)