Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Caso dos argelinos no aeroporto: “Houve falhas objetivas de segurança. Mas não subjetivas”

  • 333

MARCOS BORGA

Houve ou não falhas de segurança no caso dos quatro argelinos que entraram na zona proibida do aeroporto de Lisboa, no fim de semana? Os especialistas em terrorismo dividem-se sobre e há até quem defenda que os militares devem fazer vigilância junto às saídas de emergência. Já a ministra garante que os protocolos de segurança funcionaram

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Saio descansada deste processo e estou tranquila.” As palavras são da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, na ressaca do caso dos quatro imigrantes ilegais argelinos que entraram na zona proibida do aeroporto de Lisboa, no último sábado. “As pessoas foram imediatamente detidas, todo o protocolo de segurança funcionou imediatamente e não existiram falhas de segurança”, disse a governante este domingo, menos de 24 horas depois das detenções.

Vários especialistas em terrorismo ouvidos pelo Expresso dividem-se na análise ao incidente.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)