Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Porque há sanções se não há sanções?

  • 333

FELIZES Mário Centeno e António Costa tiveram hoje uma boa notícia

Foi uma boa notícia: Bruxelas não impôs sanções a Portugal (nem a Espanha). Nem, ao contrário do que se primeiro se disse, pressionou o governo a adotar medidas adicionais

O debate durou meses e as negociações semanas. Terça-feira à noite, o primeiro-ministro dava o caso como perdido: a situação “não está muito simpática para Portugal”, dizia António Costa ao “Público”. À hora do almoço desta quarta-feira, a nova foi boa: a Comissão Europeia decidiu propor que Portugal não seja sujeito a sanções por ter ultrapassado o limite de 3% do PIB de défice orçamental em 2015. O governo deu logo o caso como “encerrado”.

Não é bem assim.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)