Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Medo afunda BCP (ou porque os mercados não gostam de surpresas a não ser que sejam boas)

  • 333

2 DE MAIO Apresentação dos resultados do primeiro trimestre de 2016

FOTO MARCOS BORGA

O BCP afundou-se mais de 5% em Bolsa esta quarta-feira, enquanto o resto da banca subiu na Europa. Os investidores ficaram nervosos com o adiamento surpresa da divulgação dos resultados do segundo trimestre de 2016, previsto inicialmente para hoje. Há motivos para preocupação?

Se há coisa de que os investidores não gostam é de dúvidas. E adoram surpresas - mas só se forem boas. O Banco Comercial Português (BCP) presenteou o mercado com o anúncio do adiamento da divulgação de resultados do segundo trimestre. Estava prevista para esta quarta-feira e agora ficou marcada para sexta-feira. Às 21h. A mesma altura em que serão divulgados os resultados dos testes de stress pela autoridade bancária europeia, a EBA.

O nervosismo instalou-se. As ações estiveram a cair 7,2%. Fecharam com uma desvalorização de 5,1% para 0,0186 euros.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)