Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

BCE ainda não tem a lista dos 19 administradores da CGD

  • 333

Para que a nova administração da Caixa Geral de Depósitos entre em funções tem de passar pelo crivo do BCE. Mas até agora nada foi enviado para Frankfurt, oficialmente. Tomada de posse ainda pode demorar

Sucessivos atrasos no processo de reunião de todos os elementos necessários arrastou o processo de envio para o Banco Central Europeu (BCE) da lista oficial dos 19 administradores que irão integrar o novo conselho de administração (CA) da Caixa Geral de Depósitos (CGD). Um tema que tem gerado desconforto ao Governo e à atual administração da CGD, que já escreveu ao Ministério das Finanças, a informar que estava demissionária a partir do final de julho, aumentando o espaço para que haja um vazio de gestão no banco público.

O Expresso apurou que nada sobre a futura administração da Caixa foi ainda enviado para o BCE. O processo só dará entrada junto do supervisor europeu quando estiverem reunidos todos os documentos e relatórios exigidos pelo presidente do BCE, Mario Draghi. Em falta está a avaliação individual e de conjunto dos novos administradores, que está nas mãos da equipa da comissão de avaliação nomeada para o efeito, e presidida Luís Laginha de Sousa, ex-presidente da Bolsa de Lisboa. Deverá chegar ao Banco de Portugal nos próximos dias.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)