Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Ex-agente da CIA em Lisboa já devia ter sido extraditada há semanas. Mas não foi

  • 333

Ana Baião

A decisão tornou-se definitiva a 8 de junho. Era suposto Sabrina de Sousa ter sido escoltada antes do fim do mês pela polícia num avião para Milão, onde foi condenada por causa de uma operação secreta da CIA. Uma estranha carta enviada pelo governo italiano parece ter mudado tudo

Aparentemente, o Ministério da Justiça italiano, na sua qualidade de autoridade central responsável por gerir os mandados de detenção europeus (MDE) em Itália, escreveu a carta por iniciativa própria.

A carta chegou ainda em junho às mãos da juíza desembargadora do Tribunal da Relação de Lisboa que tem em mãos o processo de extradição da ex-agente da CIA Sabrina de Sousa, uma luso-americana que foi condenada em Itália em 2009 a sete anos de prisão pelo seu alegado envolvimento no rapto do imã de Milão, Abu Omar, numa operação desencadeada pelos serviços secretos americanos em 2003. O que a carta diz pode mudar o futuro imediato de Sabrina.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)