Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Os sete argumentos de Portugal contra as sanções

  • 333

SANÇÕES. Apesar do apoio da França, entre outros países, à posição portuguesa, os ministros das Finanças aprovaram a recomendação da Comissão de que não foram tomadas “medidas eficazes” para corrigir o défice

REUTERS/François Lenoir

O primeiro-ministro não ficou surpreendido com a decisão do Ecofin de apoiar a recomendação da Comissão Europeia de acionar o processo de sanções, mas prometeu contestá-la. Portugal tem 10 dias para entregar o seu recurso com as razões porque considera que é um erro.

Não tem particular novidade”, disse o primeiro-ministro a propósito da decisão tomada hoje pelos ministros das Finanças de aplicar sanções a Portugal e Espanha. A promessa está feita: “Temos dez dias para responder e é isso que faremos”. A Comissão Europeia tem 20 dias para propor as penalidades.

Na reunião, os dois países ibéricos manifestaram-se contra essa decisão, mas não conseguiram reunir o apoio de uma maioria qualificada invertida para a travar, isto é, de 55% dos Estados que reunissem 65% da população da União. Não houve votação.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)