Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Futebol apagou vitórias no atletismo? “Antes pelo contrário, a receção foi brutal”

  • 333

VENCEDORAS Dulce Félix (medalha de prata nos 10.000 metros), Patrícia Mamona (medalha de ouro no triplo salto) e Sara Moreira (medalha de ouro na meia maratona), à chegada a 11 de julho ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, vindas do Campeonato Europeu de Atletismo, em Amesterdão

NUNO VEIGA/lusa

As mulheres estão a dominar o atletismo português. São a maioria entre os nomes apurados para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, como hoje foi anunciado no Centro de Alto Rendimento no Jamor (Oeiras), e ganharam cinco das seis medalhas no Campeonato Europeu de Atletismo em Amesterdão

Virgílio Azevedo

Virgílio Azevedo

Redator Principal

São 18 mulheres e nove homens e vão representar Portugal no atletismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que começam a 5 de agosto. Os números foram divulgados hoje pela Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), numa conferência de imprensa no Centro de Alto Rendimento do Jamor, em Oeiras, e representam uma tendência clara: a predominância feminina no atletismo português (ver tabelas).

No evento, onde Rosa Mota estava sentada na primeira fila da assistência, participaram todos os medalhados do recente Campeonato Europeu de Atletismo em Amesterdão. E aí a presença feminina é esmagadora: quatro mulheres e um homem. Jorge Vieira, presidente da FPA, fez mesmo questão de destacar esta realidade, sublinhando que “as mulheres têm as mesmas capacidades dos homens e, por isso, devem ter as mesmas oportunidades”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)