Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Se isto fosse matraquilhos, estes dois ensinavam-nos a ganhar aos polacos

  • 333

Marco e Flávio Paixão são gémeos e jogam ambos na Polónia - e no mesmo clube. Nesta dupla entrevista, os Paixão falam da vida em terras polacas e dos polacos

Mariana Cabral

Mariana Cabral

Enviada ao Euro 2016

Jornalista

Bom, tecnicamente a vitória portuguesa aconteceu num jogo de matraquilhos, mas os irmãos gémeos Marco e Flávio Paixão, que vivem na Polónia há três anos e jogam no Lechia Gdansk, acham que Portugal tem tudo para ganhar à Polónia, amanhã (20h, RTP1). Saiba porquê numa entrevista que são duas entrevistas

Que tal a vida na Polónia?
Marco (M) - É um país tranquilo, com pessoas educadas, mas a adaptação não foi fácil, porque é uma cultura um bocado diferente. Os portugueses são muito alegres e as pessoas aqui são um bocado mais fechadas. Custa-lhes um bocado mais socializar, mas depois quando já te conhecem bem são amáveis. Mas aquilo de que tenho mais saudades aqui é do peixe, porque nós somos de Sesimbra e lá o peixe é muito bom. Mas não se vive mal. Ainda por cima agora estamos em Gdansk, que tem a praia logo aqui ao lado e o estilo de vida até é parecido com o de Sesimbra: praia, restaurantes, turistas…

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)