Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“José Eduardo dos Santos mandou libertar os ativistas porque está fragilizado”

  • 333

PERSEVERANÇA. Manifestantes colocaram forte pressão no Governo angolano, sem nunca desistirem de pedir a libertação dos presos políticos

TIAGO MIRANDA

Dezasseis dos dezassete ativistas angolanos detidos há pouco mais de um ano vão aguardar em liberdade a decisão do recurso sobre a sua condenação. O escritor José Eduardo Agualusa disse ao Expresso que a decisão de libertar os presos políticos terá sido do próprio Presidente José Eduardo dos Santos

O Supremo Tribunal de Angola deu esta quarta-feira provimento ao habeas corpus apresentado pela defesa dos 17 ativistas angolanos, condenados e a cumprirem pena desde 28 março por rebelião, e ordenou a sua libertação. Apenas um dos ativistas, que entretanto já saíram do Hospital-Prisão, ficará detido. Trata-se de Nito Alves, condenado sumariamente em fevereiro a seis meses por injúria aos magistrados durante o julgamento, afirma o site “Rede Angola”.

A decisão da libertação dos restantes foi tomada na passada sexta-feira, mas apenas hoje está a ser formalizada aos advogados e aos Serviços Prisionais, confirmou o advogado Michele Francisco ao serviço de rádio norte-americano “Voice of America”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)