Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Os húngaros é que nos ensinaram a jogar futebol

  • 333

RONALDO. Ele pode não saber, mas há ensinamentos húngaros no ADN do futebolista português

FOTO AFP / GETTY IMAGES

Os húngaros já tiveram uma das melhores seleções do mundo (e jogadores e treinadores - e alguns deles deixaram marca em Portugal), mas não estavam num Europeu desde 1972. A prestação no Euro 2016 está a deixar o país em êxtase, explica um jornalista húngaro. Esta quarta-feira (17h) há um decisivo Portugal-Hungria

Mariana Cabral

Mariana Cabral

Enviada ao Euro 2016

Jornalista

Carlos Esteves

Carlos Esteves

Infografia

Infografico

Podemos dizer que foram os húngaros que ensinaram os portugueses a jogar.” Tamás Dénes ri-se às gargalhadas, mas a provocação do jornalista húngaro da InfoRadio não é assim tão descabida quanto isso, nem tem que ver com a espantosa classificação da Hungria no grupo F do Euro 2016 (1º lugar, com 4 pontos). É que, a partir dos anos 20 e até aos anos 60, foram os treinadores húngaros a dominar o futebol português, não só na conquista de títulos, mas nos ensinamentos que foram deixando, com um futebol criativo que privilegiava a componente técnica e que foi criando raízes por Portugal.

Dos oito treinadores húngaros - que conquistaram 16 títulos - no campeonato português, dois destacaram-se especialmente: Josef Szabo, que ganhou no FC Porto e fez o mesmo no Sporting; e Béla Guttmann, que conquistou duas Taças dos Campeões Europeus com o Benfica e proferiu a célebre “maldição” que desde então supostamente não permite ao clube voltar a conquistar um troféu europeu. “Não há muitos húngaros a ir para Portugal atualmente, mas temos muito orgulho nos treinadores que estiveram lá antigamente e foram fundamentais no futebol português. Vários húngaros ganharam a liga portuguesa, tal como tiveram influência no futebol brasileiro, por exemplo”, diz Tamás Dénes.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)