Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Grimmie, Lennon, Versace: ninguém sabe explicar uma coisa destas

  • 333

HOMENAGEM. Centenas de fãs, familiares e amigos juntaram-se segunda-feira numa vigília em Orlando, na Flórida, para homenagear a jovem estrela Christina Grimmie, assassinada em público precisamente há uma semana

Brian Killian/getty images

É uma história de terror e faz agora precisamente uma semana: a cantora Christina Grimmie, de apenas 22 anos, perdeu a vida às mãos de um homem obcecado que dizia querer casar com ela sem sequer a conhecer. Há novos detalhes que acabam de ser divulgados - por exemplo, sabe-se que o assassino fez cirurgias plásticas para tentar conquistar a artista. A indústria da música (e não só) está de luto (Adam Levine: “fico chocado com a forma como isto continua a acontecer no nosso mundo”), mas não é a primeira vez que o inexplicável acontece - John Lennon, Gianni Versace...

Ninguém sabe explicar uma coisa destas. Faltavam poucas horas para mais um concerto e Christina Grimmie, cantora de apenas 22 anos, apelava nas redes sociais com vídeos bem-humorados para que os seus fãs aparecessem no Plaza Live Theater, em Orlando, Flórida. O concerto chegou a acontecer, bem como o encontro com fãs à saída do local. E de repente chegaram os tiros.

No primeiro momento, as 120 pessoas que ali se encontravam à espera de um autógrafo da cantora não perceberam que um indivíduo armado com duas armas de fogo e uma faca de caça atirava contra Christina, tendo atingido alguns dos fãs que ali se encontravam. O irmão da cantora, Marcus, acabou por imobilizar o assassino, que só conseguiu fazer duas mortes: a sua e a de Christina. No dia a seguir, o mundo não podia acreditar no que tinha acontecido.

“Ele tinha planos para voltar para casa” depois do homicídio que planeara, revelou entretanto a polícia de Orlando, que continua a revistar os bens pessoais, telemóveis e computadores do suspeito à procura de um motivo. Segundo informações adiantadas pelo website TMZ esta sexta-feira, a explicação pode ser tão simples quanto cruel: Kevin James Loibl, de 27 anos, terá viajado de propósito da sua cidade natal de São Petersburgo, Flórida, para Orlando com o objetivo de matar a mulher por quem estava obcecado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)