Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A “grande pressão” de João Mário: ter o número de Rui Costa e Zidane

  • 333

Mário João

Aos 23 anos, João Mário é dos jogadores mais novos e, ao mesmo tempo, mais maduros da seleção nacional. Tudo por uma questão de peso: quando era novo era gordinho e a falta de velocidade fê-lo desenvolver a inteligência de jogo, explica ao Expresso o novo 'dez' de Portugal, que defronta amanhã a Estónia (19h45, TVI), no último amigável antes da viagem para França

Mariana Cabral

Mariana Cabral

Texto

Jornalista

És o dez na camisola, mas vês-te como o novo 'dez'? Ou seja, que já não é bem 'dez', é um 'dez' na ala.
É um número. Sei que é um número muito especial, que grandes jogadores em Portugal já usaram, mas tento não pensar muito nisso. Acima de tudo, jogando na direita, na esquerda, no meio, tento sempre dar aquilo que o treinador me pede, consoante as minhas características. É isso que posso oferecer e tento não pensar muito no número, porque senão torna-se uma grande pressão.

Quando eras miúdo olhavas mais para os 'dez'?
Sim. É uma posição que gosto bastante e gosto bastante dos jogadores que jogam aí.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)