Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

E toda a Jerusalém com eles

  • 333

ORIGENS. Gravura de Lisboa do século XVIII, da Biblioteca Nacional de Portugal. Foi esse o ambiente encontrado pelos Mendes Benveniste e que lhes permitiu expandir o poderio económico

A importância de uma família judia através dos séculos, preservada pela investigação portuguesa. Os Mendes Benveniste encontraram em Portugal um espaço certo para manterem a memória acesa, ligando passado e futuro

Sem hesitações. Foi assim, que no labirinto de volumes da livraria Buchholz, em Lisboa, Monique Benveniste apanhou o pequeno exemplar de lombada azul. Um livro fino, com um título pouco sedutor — “Capitais e Capitalistas no Comércio de Especiarias”. Mas que, para ela, se revelou precioso, fundamental.

Falava dos seus ancestrais, assunto demasiado sério para quem sabe que o apelido é uma herança determinante e que as origens geográficas podem salvar vidas. Ditar destinos. Monique pertence à família Mendes Benveniste, que conseguiu salvar-se dos campos de concentração nazis por ter um passaporte português. Por ser herdeira de Sefarad.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)