Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

73% das insolvências são de particulares

  • 333

TRIBUNAIS. Lentidão crónica das Justiça portuguesa afasta investidores

luís barra

Revelação é da ministra da Justiça, em entrevista a publicar este sábado no Expresso. Francisca Van Dunem quer criar um observatório para a Justiça Económica

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Texto

Editor de Sociedade

Nicolau Santos

Nicolau Santos

Texto

Diretor-Adjunto

Luís Barra

Luís Barra

Fotos

Fotojornalista

É uma das primeiras perguntas que qualquer empresário estrangeiro faz antes de investir em Portugal: “Quanto tempo demoram os tribunais a resolver um caso?”. A resposta, “muito” ou “demasiado” afasta os potenciais negócios. “Muitos dos problemas da justiça nascem da economia”, explica a ministra da Justiça.

“Temos problemas de sobre-endividamento das empresas e dos particulares. 73 por cento dos processos de insolvência são de pessoas singulares. Em 1,6 milhões de processos que estão pendentes, 900 mil estão relacionados com insolvências. E só em três por cento é que se consegue a cobrança dos créditos, mas os tribunais estão inundados com isto”, revela Francisca Van Dunem.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)