Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Socialistas europeus estão mais à direita do que o Papa”

  • 333

NÃO! Protesto em Nantes contra a reforma da lei laboral, um dos muitos que se têm registado em França

reuters

Em entrevista ao Expresso, o deputado do PS francês Pascal Cherki, um dos líderes dos “frondeurs” (revoltados contra o Presidente, François Hollande, e o primeiro-ministro, Manuel Valls), diz que muitos PS europeus são dirigidos por ‘sociais-liberais mais à direita do que o Papa e que “é preciso apoiar António Costa”. Uma entrevista feita a pretexto da reforma da lei do trabalho em França, que está a pôr a França a ferro e fogo

Manuel Alegre disse que François Hollande e os socialistas europeus capitularam. Está de acordo com ele?
Não diria exatamente assim, mas compreendo que ele o diga e o pense. Sim, há uma parte de capitulação no comportamento de certos dirigentes dos sociais-democratas na Europa.

É um dos líderes dos “frondeurs” do PS e é amigo de António Costa, o PM português. A linha de Costa, em Portugal, que governa com o apoio de uma maioria parlamentar de esquerda, agrada-lhe mais do que a de Hollande, em França?
Em primeiro lugar penso que António Costa definiu uma boa estratégia. Depois das eleições, o PS não tinha a maioria, poderia ter escolhido um governo da chamada grande coligação, como foi o caso na Alemanha ou na Áustria, com os resultados “magníficos” que se conhecem. Fez outra escolha, a de juntar a esquerda.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)