Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Bruxelas: emigrantes só conseguem marcações no consulado para daqui a 4 meses

  • 333

getty images

Marcações para a secção consular portuguesa em Bruxelas já vão com um prazo de espera de quatro meses. As queixas multiplicam-se nas redes sociais. Embaixador diz que está à espera de reforços e que urgências são atendidas no próprio dia

Pedro Silva fala numa situação “ridícula”. A 13 de abril, enviou um email à embaixada para tirar o passaporte antes de 15 maio, mas a resposta que recebeu indicava que só teria marcação em julho. “Preciso do passaporte em junho para visitar o meu irmão, que vive no México”, conta ao Expresso. “Dei a data de 15 de maio para ter a certeza de que o teria a tempo, e mesmo assim foi-me proposto o mês de julho. Voltei a responder, para ter a certeza que tinham percebido o meu pedido, e nada mudou”, explica.

Em outubro do ano passado, o sistema de atendimento passou a ser por marcação. Desde então o tempo de espera para conseguir uma vaga tem aumentado.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Caso do bebé português sem nacionalidade: MNE diz que pais deviam ter pedido urgência

    O Ministério dos Negócios Estrangeiros diz que a maioria dos pedidos de registo de menores que dão entrada no Consulado-Geral em Sidney são casos de dupla nacionalidade que não são urgentes. No processo do Sebastião “não constava qualquer menção de urgência nem nenhuma carta ou pedido especial”, garante o MNE. Pais estão impossibilitados de viajar com o filho até Portugal