Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O incrível Vítor Oliveira

  • 333

IMBATÍVEL. Mais uma vez Vítor Oliveira fez jus ao cognome do rei das subidas. O Desportivo de Chaves é a sua prova dos 9

LUÍS FORRA / LUSA

Aos 62 anos, Vítor Oliveira voltou a provar que não exibe o título de rei das subidas à toa. O Chaves, depois de 17 anos de calvário nas divisões secundárias, está de regresso à Liga dos grandes, guiado pelo quase engenheiro que em boa hora trocou a eletrónica pelo eletrizante mundo do futebol - é a nova subida de divisão do currículo deste treinador. E o Chaves está bem mas passou mal: o clube foi resgatado por Francisco Carvalho, o flaviense casado com a cantora Ágata que salvou o clube da insolvência graças a um chorudo prémio do Euromilhões

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

O Desportivo de Chaves é a sua nona promoção à I Liga, a terceira consecutiva. É desta que revela o segredo das ascensões meteóricas?
Não há nada para revelar. Digo o que referi nas épocas anteriores: as subidas não acontecem por acaso, mas também não há segredos escondidos. A base, como no Arouca ou no União da Madeira, é ter bons jogadores, unidos num projeto comum, boas condições de trabalho e envolvimento de todos os responsáveis pelo clube, a começar no presidente...

A quem dedicou especialmente a subida...
Ninguém mais do que Francisco Carvalho merece esta alegria. Há meia dúzia de anos, pegou num clube na II B quase fechado, em situação trágica, fez o saneamento financeiro, deu condições a jogadores e treinadores. Tudo o que lhe pedi esta época, de jogadores, a estágios, cumpriu, sempre com salários em dia, o que é muito importante para ter o plantel unido.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)