Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mas alguém se lembra para que serviu a cimeira das Lajes?

  • 333

LAJES. A conferência de imprensa da cimeira das Lajes, a 16 de março de 2003

reuters

Treze anos depois, a cimeira das Lajes sobre a guerra do Iraque foi desenterrada por causa de uma controvérsia: Durão Barroso disse que Jorge Sampaio esteve “expressamente” de acordo com ela, este negou e afirmou que o então primeiro-ministro lhe garantiu que era “uma derradeira tentativa para a paz e evitar a guerra”. Mas alguém se lembra para que serviu a cimeira?

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Para se ir direto à resposta, vale a pena citar o que disse o próprio Durão Barroso, então primeiro-ministro de Portugal, quando abriu a conferência de imprensa que se seguiu à reunião que, no domingo de 16 de março de 2003, reuniu nas Lajes o presidente americano George W. Bush e os primeiros-ministros inglês, Tony Blair, espanhol, José María Aznar, e português, Durão Barroso.

“Juntámo-nos nesta iniciativa e organizámo-la aqui nos Açores porque pensámos que era a última oportunidade para uma solução política – e esta é a maneira como a vemos, a última possibilidade para uma solução política do problema. Talvez seja uma pequena chance, uma pequena possibilidade, mas mesmo que fosse uma num milhão, vale sempre a pena lutar por uma solução política. Penso que está é a mensagem desta cimeira do Atlântico”, afirmou então Durão Barroso.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Durão Barroso vai regressar aos EUA para se dedicar ao ensino

    Numa entrevista exclusiva à SIC e ao Expresso, o ex-Presidente da Comissão Europeia anunciou que vai regressar dos Estados Unidos, onde viveu o último ano e meio, para se dedicar ao ensino e também para trabalhar no sector privado, provavelmente fora de Portugal. Na entrevista, faz também o balanço de trinta anos de vida política

  • Durão: “Organizámos a Cimeira das Lajes com o apoio de Jorge Sampaio”

    Durão Barroso diz adeus à vida política. Numa entrevista à SIC e ao Expresso, o ex-presidente da Comissão Europeia anuncia a vontade de não regressar à política e faz um balanço de uma carreira com mais de 30 anos. Sobre uma das decisões mais polémicas, a de promover a Cimeira das Lajes, Durão Barroso garante que Jorge Sampaio, na altura Presidente da República, sabia de tudo e concordou com a realização da Cimeira - passo inicial para a invasão do Iraque, que acabou por se tornar um dos maiores erros das últimas décadas do ponto de vista geoestratégico