Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Se aspirássemos todos aos padrões americanos estaríamos em sérios apuros”

  • 333

ARGUMENTAR. A desigualdade prejudica o crescimento, defende Rajat M. Nag

CHERYL RAVELO / REUTERS

Rajat M. Nag concentra o seu trabalho na cooperação e integração na Ásia. É investigador sénior do National Council of Applied Economic Research, na Índia, e no “think tank” Emerging Markets, sediado em Washington. Foi até 2014 diretor geral no Banco Asiático de Desenvolvimento. Vai participar nestas quinta e sexta-feiras nas Conferências de Lisboa, onde se reúnem individualidades de renome mundial para discutir A Globalização do Desenvolvimento. Nag aceitou antecipar ao Expresso a sua participação

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

O painel onde participa deixa adivinhar que talvez tenhamos de alterar terminologias. Norte e Sul são conceitos ajustados à realidade? Norte, sul e desenvolvimento, será que estas classificações têm sentido no contexto da globalização?
Acho que o processo de globalização trouxe benefícios tanto ao norte como ao sul, tanto a países desenvolvidos como a países em desenvolvimento, mas também tem custos, não é uma relação win-win porque há quem perca. Ainda assim, quero deixar claro que o ganho é maior que a perda. A questão é saber como é que se torna o processo justo. O meu segundo tópico de investigação é a desigualdade dentro dos países e entre os países. Uns ganham e outros perdem e ambas as operações acontecem em grande, o que aumenta a desigualdade. Na Ásia, a desigualdade entre ricos e pobres está a aumentar apesar de estar a crescer e a ter sucesso económico. O terceiro ponto está relacionado com os outros dois é a necessidade de maior cooperação ao nível regional. O comércio corre bem, mas temos de ver como é que todos os países podem tornar-se parte da cadeia de valor, como podem fazer parte da rede de produção e beneficiar. A cooperação regional é importante.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)