Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Dinheiro russo do futebol português passou por paraíso fiscal

  • 333

ANA BAIÃO

União de Leiria envolvida em suspeitas de branqueamento de dinheiro. Buscas nas SAD do Benfica, Sporting e Sporting de Braga relacionadas com transferências de jogadores russos. Há já seis arguidos

O dinheiro, em elevadas quantias, circulava por Portugal, Reino Unido, Letónia, Rússia e offshores nas ilhas Seicheles. A rota foi seguida durante mais de um ano, desde o início de 2015, pelo Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária de Leiria e culminou esta terça-feira numa operação internacional, com 22 equipas a realizar buscas em Portugal, de Braga a Lisboa, que teve a cooperação da Europol e polícia inglesa. Apesar da dispersão geográfica dos meios, o alvo da investigação esteve sempre bem delimitado: a SAD da União de Leiria e Alexander Tolstikov, o seu presidente e principal acionista. Através da DS Investment, uma empresa do grupo russo D-Sports, o agente desportivo terá injetados milhões de euros no clube.

Ao início da tarde de terça-feira havia já seis arguidos, individuais e coletivos: o clube, a SAD e o seu presidente, um outro empresário estrangeiro e dois portugueses. No inquérito, que decorre no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), estão em causa suspeitas da prática dos crimes de fraude fiscal, associação criminosa, branqueamento de capitais, corrupção e falsificação de documentos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)