Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O espetacular desaparecimento dos Radiohead

  • 333

DIGRESSÃO. A última digressão da banda britânica aconteceu em 2012, depois do lançamento de “King of Limbs”. A próxima arranca a 20 de maio, em Amesterdão

Mark Metcalfe / Getty Images

A banda de Thom Yorke está em “blackout” desde domingo: o website está em branco, no Facebook deixou de haver posts, no Twitter lê-se que os “Radiohead ainda não tweetaram nada”. Os músicos britânicos até podem estar a precisar de fazer um retiro espiritual, mas é muito mais provável que tudo não passe de um grande golpe de marketing para lançar o próximo álbum - nós explicamos todas as pistas

É a definição de ironia: numa altura em que é impensável que um artista relevante não tenha presença online, o truque para se ser falado é... deixar de ter presença online. Foi este domingo que os fãs dos Radiohead se depararam com o website da banda transformado numa página em branco, tal como o Facebook, onde 12 milhões de pessoas olham para o nada, e o Twitter deles (o vocalista, Thom Yorke, levou a estratégia a sério e apagou todos os posts do seu próprio Twitter).

Já se sabe que ser fã dos Radiohead não é fácil - quando um novo álbum está para chegar, em vez de posts de Facebook e entrevistas promissoras pode haver silêncio, anúncios disfarçados e muito material para os teóricos da conspiração. Desta vez não deve ser diferente: é provável que o nono álbum esteja praticamente nas prateleiras das lojas, mas entretanto Thom Yorke e companhia estão a divertir-se e a internet já se lançou em diversas hipóteses, cada uma mais rebuscada do que a anterior (há quem garanta que o novo disco é, na verdade, o próximo episódio de Guerra dos Tronos, o que seria uma verdadeira injeção de cultura popular dos nossos tempos).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)