Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Que FCP é este que vai a eleições?

  • 333

SUSPENSE. A divisão em torno da reeleição de Pinto da Costa está na rua e pela primeira vez deverá fazer-se sentir nas urnas

LUCÍLIA MONTEIRO

Após 34 anos de liderança indiscutível, Pinto da Costa vai, neste domingo, a votos, mais uma vez sem concorrência, como acontece desde 1991. Contestado como nunca, devido ao severo jejum de títulos dos últimos três anos, a grande incógnita é saber se será eleito com 99% de votos a favor, como em 2013. Qualquer votação longe da unanimidade será um sinal de censura e desconfiança em relação ao futuro do Dragão

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Aos 78 anos, Jorge Nuno Pinto da Costa vai a votos, este domingo, numa altura em que vê o seu nome ser contestado pela primeira vez em 13 mandatos. A viver a fase mais negra dos 34 anos de liderança, o regresso às urnas não podia ter chegado em pior altura para o decano dos dirigentes de futebol no ativo. Se a vitória não se discute por falta de comparência de candidaturas adversárias, a grande incógnita é saber se terá a visão e capacidade para voltar a inverter a queda a pique do clube - “que bateu no fundo”, já admitiu -, à semelhança do que aconteceu na outra única crise de três anos de jejum de títulos, entre 1999 e 2002. Crise que só foi mais leve do que a atual por ter ganho duas Taças de Portugal e duas Supertaças, contra um só troféu (a Supertaça ganha no verão de 2013 por Paulo Fonseca) do esquelético triénio em curso.

Na altura Pinto da Costa foi poupado à ira dos adeptos, virada então contra Adelino Caldeira e o irmão, José, já então contestado por causa das famigeradas comissões de jogadores, tendo de pronto relançado a equipa pós-Octávio Machado com a chegada a meio da época ao Dragão do messiânico José Mourinho, que profetizou que o FC Porto seria campeão no ano seguinte. A equipa portista não só venceu o título nacional em 2002/2003 como ganhou a Taça UEFA e a Liga Europa nos dois anos seguintes.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso)

  • Pinto da Costa assobiado como nunca no Dragão

    Em 34 anos de mandato, nunca Pinto da Costa foi tão assobiado no Dragão como estga segunda-feira, após derrota em casa frente ao Tondela. Mais do que a equipa, os lenços brancos tiveram por alvo principal o presidente, até agora quase intocável para os adeptos portistas

  • Candidato Pinto da Costa promete equipa à FC Porto

    A dez dias de ir a votos, Pinto da Costa admite que a equipa bateu no fundo, mas acredita que é capaz de voltar a formar um plantel com qualidade e caráter à Porto. Diz que errou ao confiar demais em Lopetegui e não garante Peseiro na próxima época

  • Corrida ao Dragão para um homem só

    Eleições Aos 78 anos, Pinto da Costa volta a ser candidato à presidência do FC Porto. O coro de críticas subiu de tom com o jejum de títulos, mas não tem força para protagonizar uma alternativa

  • A igreja, o cabaré e o macaco

    Jorge Nuno Pinto da Costa prepara-se para cumprir o 14º mandato à frente do FC Porto. Depois de levar os dragões à glória, agora caminha para o declínio. Longos dias têm 34 anos

  • Dragão em coma

    FC Porto somou este domingo a sexta derrota do campeonato, frente ao Paços de Ferreira. Equipa de José Peseiro chumbou na primeira avaliação da pseudo pré-época anunciada a meio da semana por Pinto da Costa, queixando-se uma vez mais das arbitragens. A newsletter Dragões Diário fala em “calvário”