Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Dilma termina como governou: sozinha

  • 333

Derrota de recurso no STF e fragilidade da base governista apontam para aprovação da abertura de processo de impeachment em votação no domingo

Plínio Fraga, no Rio de Janeiro

O FIM? Dilma perdeu a sustentação política e parece cada vez mais incapaz de defender seu mandato

O FIM? Dilma perdeu a sustentação política e parece cada vez mais incapaz de defender seu mandato

ADRIANO MACHADO / REUTERS

A rejeição de recurso da presidente Dilma Rousseff pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na madrugada desta sexta-feira aplainou o caminho para que a Câmara dos Deputados aprove a abertura do processo de impeachment da mandatária brasileira. Por 8 votos a 2, o STF entendeu que o processo em votação na Câmara não cerceou o direito de defesa da presidente. Um ministro estava ausente.

A fragilidade do governo se amplia a cada dia. No campo jurídico, fechou-se no STF a última porta antes da votação marcada para este domingo. Dos 11 ministros do STF, Dilma e Lula indicaram 8, sem que essa origem tenha influenciado na votação.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso)