Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Quem são os PJ presos pela PJ

  • 333

CORRUPÇÃO. PJ deteve dois operacionais que ocupavam lugares importantes na polícia

CAMPISO ROCHA

A PJ deteve esta terça-feira dois responsáveis da polícia que estavam na história pelos resultados no combate ao tráfico de droga. Agora a fama será outra

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Editor de Sociedade

A PJ deteve 15 suspeitos de corrupção e ligações a grupos de traficantes de droga. A notícia não teria nada de excecional não fora o facto de dois deles serem homens da casa com lugares de grande responsabilidade na hierarquia da polícia e do departamento de combate ao tráfico de droga. Um dos casos não apanhou ninguém de surpresa. O outro deixou os colegas perplexos.

O antigo coordenador Dias Santos estava reformado há cerca de cinco anos. Passou grande parte da carreira na Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes e liderava uma equipa que se destacava pelas grandes apreensões de cocaína, heroína e haxixe. Chegou a receber um louvor da polícia espanhola depois de ter participado numa operação internacional.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso)

Na notícia publicada ontem no site do Expresso sobre a detenção de um responsável da PJ suspeito de corrupção é referido o nome de Dias Costa, antigo coordenador da área de homicídios. Trata-se de uma confusão com Dias Santos, coordenador no combate ao tráfico de droga, e esse sim detido sob suspeita de corrupção. Dias Costa nada tem a ver com o caso. Apesar de a noticia já estar corrigida, ao visado e aos leitores as nossas desculpas.

  • Dias Santos era um dos principais investigadores do departamento de combate ao tráfico de droga. É suspeito de receber dinheiro de traficantes e estava reformado. Um outro inspetor chefe ainda no ativo foi igualmente detido