Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Tudo sobre a morte do estudante do Porto que afinal não foi assassinado

  • 333

MORTE. Caso ocorreu junto à Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

Rui Duarte Silva

Joel morreu depois de se ter desentendido com um grupo de jovens. Caiu e bateu com a cabeça. Nunca foi espancado, ao contrário do que chegou a ser noticiado - e assumido pelas autoridades em declarações ao Expresso

O alerta chegou pelas 4h25 à PSP-Porto por telefone. A mensagem, curta, referia "agressões junto à Faculdade de Engenharia" da Universidade do Porto. Era o suficiente para enviar de imediato um carro patrulha ao local onde Joel Rafael, 20 anos, "estava prostrado no solo, a ser assistido pelo INEM".

A chamada para o INEM terá sido feita alguns minutos depois. No relato do Instituto Nacional de Emergência Médica, o pedido de ajuda foi registado às 4h39. Referia um jovem vítima de agressão que os técnicos de saúde viriam a encontrar em paragem cardiorrespiratória. Quando chegaram, a vítima já não tinha pulso nem respiração. Iniciaram manobras de suporte básico e, depois, de suporte avançado. Em seguida transportaram-no para o Hospital de S. João, onde foi registado o óbito.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI