Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

PSD confortado com discurso de Marcelo: “Vá lá, vá lá!”

  • 333

OE. Promulgado com avisos

RUI OCHÔA/LUSA

Não é o ideal - Passos, ao contrário de Marcelo, nem dá o benefício da dúvida ao Orçamento de Costa - mas foi o suficiente para amaciar as hostes. PSD acha que o Presidente reforçou a sua independência face ao Governo. Para o que der e vier

Vá lá, vá lá!” Foi esta a expressão que correu nos bastidores da direção do PSD depois de terem ouvido Marcelo Rebelo de Sousa falar do Orçamento de Estado de António Costa. A comunicação do Presidente da República ao país não chegou onde o partido sonhava - Marcelo manteve o benefício da dúvida ao Executivo socialista - mas reconfortou os “laranjinhas” ao deixar uma série de dúvidas sobre os resultados do modelo socialista que o PR diz só ter a prova dos nove lá mais para 2017.

“Sem se comprometer, o Presidente defendeu-se. E ao defender-se reforçou a sua independência política face ao Governo”, ouviu o Expresso. A reação oficial do partido, pela voz de José Matos Correia, ainda que seca, traduziu isso mesmo. Considerando que a promulgação do OE era absolutamente “expectável”, o vice-presidente de Passos Coelho preferiu salientar os dois pontos da comunicação presidencial que mais colam com o discurso do PSD. A saber: a “exigência” de boa execução orçamental e de “rigor”; e a defesa da estabilidade política.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI