Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Lula, o homem em fuga

  • 333

reuters

O diretor do Expresso, Pedro Santos Guerreiro, olha para a sequência alucinante de acontecimentos no Brasil que nas últimas horas culminaram na nomeação (e suspensão) de Lula como ministro de Dilma

Nem ordem nem progresso. Nem paz nem guerra. Nem fim nem princípio. O Brasil tem um sabre rasgando a barriga e não percebemos ainda se a carne rasga porque o sabre ainda entra ou porque o sabre já sai. O povo está nas ruas, com as goelas abertas, uma mão numa panela e a outra empunhando o pau de onde tirou a bandeira. O povo é ele próprio o grito do choque. Do choque dos que odeiam Lula, do choque dos que odeiam os que odeiam Lula, do choque de uns contra os outros, meio país contra o outro meio, dilaceração que engolirá o regime tal como o conhecemos, mas não reconhecemos. A justiça. O governo. O Estado. O Brasil.

É uma ironia suprema que tudo tenha começado em oficinas suspeitas de lavar dinheiro enquanto lavavam automóveis. As casas lava jato tornaram-se o caso Lava Jato, que definiu como alvo entre os alvos um só homem, Lula. Cada delação premiada foi um degrau na escadaria até chegar-se onde se chegou. O ex-presidente é um homem em fuga para a Casa Civil da Presidenta Dilma.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI