Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

PCP mantém ipsis verbis o programa e traça linhas vermelhas ao PS

  • 333

pedro nunes /lusa

O pontapé de saída para o XX Congresso comunista já foi dado. Um primeiro documento está à discussão de militantes e dirigentes. Os comunistas querem manter o programa do partido e continuar a lutar pelo fim do euro e do Tratado Orçamental

São dez páginas de tópicos para discussão. O comité central comunista reuniu no último sábado e estabeleceu numa dezena de folhas e em seis alíneas o que quer ver trabalhado até ao Congresso, marcado para os dias 2,3 e 4 de dezembro, em Almada. Certo, certo é que o partido não vai mudar de programa (“não se justifica a sua alteração”, diz o CC) e que continua a ter como meta romper com “a política de direita”. Na verdade, é todo um conjunto de linhas vermelhas que marca a distância com os socialistas. Os mesmos que, apesar de tudo, os comunistas estão a 'segurar' no Governo.

É a forma da estrutura do PCP se organizar para a reunião magna. Até final de maio, os comunistas são chamados a debater estas primeiras “linhas de orientação” estabelecidas pelo comité central. Depois e até final de Agosto, é altura para reunir os contributos recebidos e redigir o Projecto de Resolução Política. Este é, então, o documento base do Congresso, a moção de orientação política e de estratégia do partido para os próximos quatro anos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI